YouTube Twitter Facebook Sound

CUT MT > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > MULHERES PROTESTAM CONTRA O AUMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER EM CUIABÁ

Mulheres protestam contra o aumento da violência contra a Mulher em Cuiabá

08/03/2018

Cerca de 300 mulheres camponesas do MST MT, ocuparam a Fazenda Entre Rios, que fica no município de Jaciara

Escrito por: CUT MT

As mulheres mobilizaram-se no Brasil e no mundo  contra o feminicidio,  sexismo, racismo e contra as reformas da previdência e trabalhista e todas as medidas do governo federal e estadual que retiram de direitos, neste 8 de março, Dia Internacional da Mulheres. 
 
Em Cuiabá, as mulheres de vários movimentos sociais e sindicais, nesta madrugada, trancaram com correntes e cadeados os portões da empresa Pantanal Transportes em Cuiabá, em protesto à impunidade aos assassinatos de mulheres ocorridos em Mato Grosso. Durante o protesto, foram nominadas as mulheres assassinadas este ano, nos meses de janeiro e fevereiro. Foram registradas 18 crimes de feminicidio em  Mato Grosso. Todos ainda estão impunes. 
 
Mesmo com todo o aparto da polícia Militar, chamada pela empresa para barrar a manifestação, as mulheres permaneceram por duas horas impedindo a circulação do transporte coletivo. De acordo com a vice-presidente do Sintep/MT e uma das coordenadoras da mobilização deste 8 de março, Jocilene Barboza, o transporte público foi selecionado por ser o meio de deslocamento da maior parte das mulheres trabalhadoras. “São elas as mais atingidas com as reformas, com a violência, com os baixos salários, com racismo. Na educação a falta de creches para os filhos e filhas das mulheres trabalhadoras ainda é uma as bandeiras de luta nacional, disse.
 
“É preciso chamar a atenção do patriarcado, pois já que não nos valorizam produzam sem nós”, destacou citando o mote da campanha que, desde o ano passado, está presente no alerta feito pela luta feminista no mundo inteiro.
 
Para a Secretária Geral da Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT MT), Guelda Cristina de Oliveira Andrade, o 8 Março é uma data pra reforçar as pautas de luta por igualdade e melhores condições de vida. "Nosso ato de hoje, é contra essa cultura machista, sexista e racista. É alarmente o aumento da violência contra mulheres negras. Precisamos lutar, ainda em uma sociedade, que ainda não acredita que mulheres e homens são iguais. Queremos o controle do nosso próprio corpo, com a legalização do aborto, o fim da violência e do assédio sexuais”, avalia a diretora cutista. 
 
MST
Cerca de 300 mulheres camponesas do MST MT, ocuparam a Fazenda Entre Rios, que fica no município de Jaciara também integra o protesto mundial, do Dia Internacional da Mulher.
 
A Fazenda Entre Rios fica a 25 km do município de Jaciara na estrada Cachoeira da Fumaça. Pertence ao Grupo AGP que tem atuação ainda nos município de Campo Verde e Primavera do Leste. Esta fazenda está penhorada no Banco do Brasil por dívidas de empréstimos e dívidas na Receita Federal por não pagamento de impostos. Além disso, consta na Justiça do Trabalho 10 processos trabalhistas e, conforme a Constituição Federal a propriedade rural deve cumprir sua função social, sendo que uma delas é a obediência às regras trabalhista e direitos dos empregados (Artigo 186 inciso II da Constituição Federal).
 
CUT MT com informações do MST e SINTEP/MT
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO MATO GROSSO
Rua São Benedito, 874 | Bairro Areão | CEP 78010-258 | Cuiabá | MT
Fone: (55 65) 3624.9915 | www.cutmt.org.br | e-mail: cutmt@terra.com.br