YouTube Twitter Facebook Sound

CUT MT > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > SERVIDORES PÚBLICOS PROTESTAM CONTRA A CRIAÇÃO DO MT PREV

Servidores públicos protestam contra a criação do MT Prev

02/07/2014

Servidores apontam um rombo de R$ 50 milhões na previdência do Estado

Escrito por: Silvia Marques, com informações do Sintep/MT

A Central Única dos Trabalhadores de Mato Grosso (CUT/MT) participou das mobilizações em conjunto com o Fórum Sindical nesta semana durante as sessões da Assembleia Legislativa (AL/MT) para barrar as votação do MT Prev. Na terça-feira (01.07), cerca de 200 servidores participaram do protesto na AL/MT, que conseguiu adiar a votação para 12 de julho.

De acordo com o presidente da CUT/MT, João Luiz Dourado, a pressão do movimento sindical foi fundamental para impedir a aprovação do MT PREV - autarquia para gerir o fundo previdenciário e unificar o Sistema de Regime de Previdência Próprio (RPPS), que engloba o Executivo, Legislativo e Judiciário, mesmo sem consenso com o Fórum Sindical. Os servidores querem continuar o debate, inclusive com os candidatos à Governo e com todas as categorias.

Os servidores públicos apontam vários problemas para a exigência do adiamento da votação. Entre s problemas eles apontam a falta de transparência sobre a criação do novo fundo previdenciário e também nos valores arrecadados e dívidas do FunPrev.

O Fórum sindical também solicitou uma nova reunião com os deputados para que fossem explicadas questões como o rombo de R$ 50 milhões na previdência do Estado, fato admitido pela Secretaria de Estado de Administração (SAD).

Entre os motivos para que o Executivo apresse a votação está o prazo para que o Estado se mostre adimplente junto ao Ministério da Previdência Social, que termina no dia 15 de julho. Porém, com os atuais problemas do FunPrev não será possível conseguir a certidão negativa do Ministério, o que para o Fórum Sindical é a motivação para a criação do MT Prev.

"Já conseguimos que a aprovação fosse adiada no dia 27 de junho e novamente nesta terça-feira e vamos ficar vigilantes, pois mais de 100 mil vidas estão em jogo com a criação desse fundo de previdência. Podemos concordar com o MT Prev, desde que o Governo apresente de forma transparente a planilha e contribuições por servidor, além da contrapartida do Estado e qual é a pretensão com o MT Prev", explica secretário de Finanças do Sintep/MT, Orlando Francisco.

Fonte: Com informações do Sintep/MT.
 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO MATO GROSSO
Rua São Benedito, 874 | Bairro Areão | CEP 78010-258 | Cuiabá | MT
Fone: (55 65) 3624.9915 | www.cutmt.org.br | e-mail: cutmt@terra.com.br